Follow by Email

sábado, 30 de abril de 2011

Querido Deus, a única coisa que peço a Você é que cuide dele enquanto eu não estiver por perto ♫

Certa vez eu li em algum lugar que o mundo te dá diversos motivos pra chorar, mas apenas um bom motivo pode te fazer sorrir. E isso é tão certo como o meu amor pelo Axl Rose. Diante de tanta destruição, de tudo que o nosso mundo vem se tornando o que nos resta é desistir de tudo, quem sabe até de nós mesmos. Mas sempre existe uma força que te mantém de pé e não importa as tubulações que estejam ocorrendo em sua vida ou no seu mundo porque um único motivo te faz sorrir. A única razão para te deixar bem num mundo como esse é o amor, o amor que você sente pelas pessoas e que as pessoas também sente  por você.. Primeiramente vem o amor de Deus, que não tem falha, é sublime. É um amor que não se pode ser medido muito menos explicado. Não é apenas amor verdadeiro, é muito mais do que isso. Não há palavras para explicar o amor de Deus para com nós, porque mesmo que sejamos tão errados, Deus sempre ver algum valor em cada um de nós, porque Ele não quer desistir da gente e jamais, porque Ele nos ama e o mínimo que poderíamos fazer para retribuir o amor de Deus para conosco é amá-lo acima de tudo, e amar ao nosso próximo sem esperar nada em troca, apenas amar do âmago da sua alma e de todo o seu coração. Amar ao outro como se ele fizesse parte de você e na verdade ele faz parte de ti sim. Não limite-se a amar. Quando alguém se torna fixo em sua mente de todas as atenções for voltada a essa pessoa e sensações estranhas começarem a surgir, não se contenha, ame como se não houvesse amanhã. Porque o amor é a única coisa que pode te salvar, te libertar e te levar mais pra pertinho de Deus.

______________________________________________________________________

Quero apenas cinco coisas.
Primeiro é o amor sem fim
A segunda é ver o outono
A terceira é o grave inverno
Em quarto lugar o verão
A quinta coisa são teus olhos
Não quero dormir sem teus olhos.
Não quero ser... Sem que me olhes.
Abro mão da primavera para que continues me olhando.

                                                             Pablo Neruda

Nenhum comentário:

Postar um comentário